Visite-nos em

Lazer & Cultura

European Schoolnet reconhece escolas portuguesas

Flávia Ramalho

Publicado há

em

Seis escolas portuguesas foram distinguidas pelo European Schoolnet através do STEM School Label.

O Agrupamento de Escolas de Alcanena recebeu o Selo de Proficiência a nível europeu e é a primeira STEM School Label com a referida distinção.

Por outro lado, o Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento, a Escola Secundária de Loulé, a Escola Profissional de Oliveira do Hospital Tábua e Arganil, o Agrupamento de Escola de Odemira – Escola Secundária de Odemira e a Escola Profissional de Almada receberam o STEM School Label Competent.

Adicionalmente, a Escola Secundária do Entroncamento, o Agrupamento de Escolas de Alcanena e a Escola Secundária de Loulé são embaixadoras de Escolas STEM, distinção que abrange apenas 20 escolas em toda a Europa.

No total, são 1100 escolas aderentes ao STEM School Label que partilham mais de 1500 evidências de práticas educativas, mostrando as diferentes formas de abordagem dos 21 critérios que definem uma escola STEM.

A European Schoolnet desenvolveu a iniciativa STEM School Label, que avalia as escolas tendo em conta 21 critérios de avaliação.

O STEM School Label apoia escolas europeias no desenvolvimento de projetos ao nível da ciência, da tecnologia, da engenharia e da matemática, reconhecendo boas práticas desenvolvidas pelas escolas nestas áreas.

No âmbito deste projeto, os representantes das diferentes escolas validam o desempenho das mesmas relativamente às STEM através de uma ferramenta de avaliação online, que utiliza critérios diversos para o reconhecimento de uma Escola STEM”, pode ler-se numa notícia partilhada pela Direção-Geral da Educação.

A autoavaliação permite que se identifiquem áreas com necessidades de desenvolvimento e áreas que merecem destaque com atribuição da certificação (Selo de Competência, Selo de Proficiência e Selo de Especialista).

Lançado em 2017, o STEM School Label é apoiado pelo programa Erasmus+ e conta com desenvolvedores como European Schoolnet, Ciência Viva (Portugal), Maison pour la Science d’Alsace (França), Centro de Promoção da Ciência (Sérvia) e o Centro de Desenvolvimento da Educação (Lituânia).

 

[Imagem: Pexels]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *