Visite-nos em

Lazer & Cultura

O Instagram vai testar ocultar os “likes”

Sofia Rebanda

Publicado há

em

Zuckerberg anunciou, na sua conferência anual, as alterações nas redes sociais Facebook e Instagram. Novos recursos, nova imagem e remoção da visualização de likes, são algumas das mudanças.

Na F8 – conferência anual em que o Facebook apresenta os novos projetos e produtos – realizada no Centro de Convenções de San Jose (Califórnia), Zuckerberg revelou as várias mudanças das duas redes sociais.

Entre as várias novidades, está o teste de remoção de visualização dos likes no Instagram. Esta experimentação será aplicada, em princípio, somente em utilizadores do Canadá. Os likes vão deixar de ser visíveis, pelos seguidores, no feed de notícias, nos perfis e nas páginas de ligações permanentes e apenas quem faz a publicação pode continuar a ver o número de likes. É pretendido por Zuckerberg que as pessoas se foquem nas fotografias e vídeos partilhados, e não na popularidade têm com os mesmos.

Utilizadores com vários seguidores, como figuras públicas e celebridades, poderão identificar os produtos que estão a usar, e isto através de shop-able tags. Até agora, apenas as marcas o podiam fazer. Já a partir da próxima semana, os utilizadores vão poder fazer compras através dos feeds dos influencers.

Relativamente ao Facebook, esta rede social terá uma reformulação da imagem do website e respetivo logótipo do Facebook. A marca desta rede social passará a ter a forma de um círculo, em vez de um quadrado e o website será menos azul. Zuckerberg pretende que a sua apresentação seja mais simples e dar mais destaque às comunidades.

Segundo a CNN, será já nos próximos meses que se vão sentir as alterações, passadas também para a app do Facebook.

Além disto, um serviço de encontros passa a ser disponibilizado pela rede social em mais 14 países. Já está disponível na Colômbia, Tailândia, Canadá, Argentina, México, nas Filipinas, Vietname, Singapura, Malásia, Laos, Brasil, Peru, Chile, Bolívia, Equador, Paraguai, Uruguai, Guiana e Suriname. Aos Estados Unidos este serviço chega no final do ano.

Neste serviço, os utilizadores podem criar perfis para encontros que são vistos por quem também subscreveu esta funcionalidade. Haverá um novo recurso no Facebook Dating, chamado Secret Crush (Paixão Secreta), que permite ao utilizador criar uma lista privada de amigos nos quais está interessado. Caso esse amigo o adicione também à sua lista secreta, o utilizador será avisado que tem um match.

Há umas semanas atrás, o Reino Unido recomendou que os menores de idade deixassem de receber likes nas redes sociais. O desejo veio da agência britânica de proteção de dados – ​Information Commissioner’s Office (ICO).

Segundo o ICO, as redes sociais geram “Ciclos de recompensa ou técnicas de reforço positivo”, aquando uma publicação que “podem incentivar os utilizadores a permanecer ativos num serviço, permitindo que este recolha mais dados pessoais.”

 

 

[Foto: Pexels]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *