Visite-nos em

Lazer & Cultura

MEO Marés Vivas: Música para todos

Avatar

Publicado há

em

No final do evento de 2016, o MEO Marés Vivas deixava a fasquia bem alta, depois dos concertos de nomes como Elton John, Kodaline, D.A.M.A ou Lost Frequencies. A verdade é que em 2017 o MEO Marés Vivas está de volta com um cartaz à altura: Scorpions, Sting, Bastille, Lukas Graham e Seu Jorge, entre muitos outros, vão dar música à Praia do Cabedelo, em Vila Nova de Gaia, a partir de hoje e até ao próximo domingo.

O festival de Vila Nova de Gaia está estrategicamente localizado junto ao Rio Douro, com a cidade do Porto à vista na outra margem. Este é um dos festivais de maior destaque no norte do país, tendo esgotado este ano os bilhetes em praticamente todos os dias.

Este é o cartaz:
14 de julho (sexta-feira)
Palco MEO
Bastille
Agir
Tom Chaplin
Diogo Piçarra

Palco Santa Casa
Os Quatro e Meia
Souls of Fire

15 de julho (sábado)
Palco MEO
Scorpions
Amor Electro
Expensive Soul
Lukas Graham

Palco Santa Casa
João Pequeno
Kappa Jotta
Mundo Segundo

16 de julho (domingo)
Palco MEO
Sting
Seu Jorge
Miguel Araújo
Joe Sumner

Palco Santa Casa
Átoa
Caelum

Achas que conheces os artistas?

Agir
Ele chama-se Bernardo Costa e é filho da atriz Helena Isabel e do músico Paulo de Carvalho. Tem desde sempre uma vida muito ligada à indústria por causa do pai, começou a cantar aos 12 anos e nunca mais parou.
Já alguém te disse que devias pensar duas vezes antes de agir? O Bernardo ouvia muito esta frase e costumava responder que gostava de agir duas vezes antes de pensar. É daí que vem o seu nome artístico!
Depois do álbum Agir, do EP Alma Gémea e da mixtape #agirlscoming, o Agir apresenta o álbum Leva-me A Sério, escrito e produzido na primeira pessoa.

Lukas Graham
Lukas Graham Forchhammer nasceu numa comunidade chamada Christiania, na capital da Dinamarca. Era uma zona pobre na qual a água canalizada era um luxo, onde a mãe do cantor trabalhava nas limpezas e o pai arranjava eletrodomésticos antigos. Sempre se sentiu apoiado, mas não pressionado, para seguir o seu talento musical.
O seu primeiro disco homónimo, Lukas Graham, foi fortemente aclamado pela crítica e chegou aos tops de países como o Canadá, Austrália e Estados Unidos, e foi quarta platina na Dinamarca. No entanto, foi com o segundo álbum, conhecido por Blue Album, que a banda teve um crescimento exponencial. A música mais conhecida é 7 Years, um single que foi número 1 em 33 países, atingiu a segunda posição da Billboard Hot 100 e é multiplatina.
Lukas Graham foi considerada uma das bandas revelação de 2016.

Diogo Piçarra
Diogo Piçarra é um estudante dedicado. Ele vem de Faro, começou a ter aulas de guitarra em 2006, e um ano depois ajudou a fundar a banda Fora da Bóia, destacando-se como guitarrista, compositor e vocalista. Entre 2008 e 2010 participou em vários programas de talentos, como o Ídolos e a Operação Triunfo, e depois de quatro anos com a banda que ajudara a fundar, decidiu abandonar para se dedicar aos estudos e acabar a licenciatura em Línguas e Comunicação.
Ainda fez o 1º ano do mestrado, mas o que queria mesmo era dedicar-se à música. Em 2011 lançou-se a solo através das redes sociais e de covers no YouTube. Voltou ao Ídolos em 2012, saindo vencedor e com um contrato discográfico com a editora Universal Music Portugal e um curso de seis meses no London Music School, que terminou como melhor aluno.
Lançou o seu álbum de estreia em 2015, Espelho, e já este ano editou do=s, que apresenta agora no MEO Marés Vivas.

Mundo Segundo
Começou o seu percurso no mundo da música nos anos 90, e é atualmente um dos embaixadores do hip-hop português. Faz parte de Dealema, juntamente com DJ Guze, Fuse, Expeão e Maze, e lançou-se a solo em 2006 com o álbum S.O.M – Sólida Oportunidade de Mudança. Já abriu concertos de nomes importantes do hip-hop americano como M.O.P., Dilated Peoples, Masta Ace e Marco Polo, e em 2014 lançou o seu segundo disco, Segundo Ancião. Já este ano, o EP Sempre Gato reuniu 7 temas editados com a revista Blitz. Este trabalho regressa agora à sua terra natal, Vila Nova de Gaia, para atuar no dia 15 de julho no Palco Santa Casa.

Átoa
No início foi assim, tudo era um pouco à toa. É assim que se apresenta este jovem quarteto de Évora, composto por Guilherme Alface e João Direitinho, amigos de infância e com amor pela música, e por Rodrigo Liaça (que conheceram no Conservatório) e Mário Monginho, por eles convidado para assumir o papel de baixista.
Todos eles tiveram aulas de música com exceção do Mário, que praticava de luzes apagadas para decorar o braço da guitarra. Ao fim de apenas quatro meses juntos já tinham dez músicas feitas e dois temas publicados no YouTube.
Foi aí que tomaram conhecimento da plataforma Tradiio, fazem uma campanha nas redes sociais para ganhar o desafio cujo prémio é gravar um vídeo ao vivo, e acabam por consegui-lo.
Foi também através do Tradiio – e do acordo que a plataforma tem com a Universal Music – que esta produtora tomou conhecimento dos Átoa e lhes ofereceu um contrato. Os Átoa querem cantar em português e têm como referências Miguel Araújo, Tiago Bettencourt, António Zambujo, Ornatos Violeta e Diabo na Cruz.

Como chegar
É muito fácil chegares ao MEO Marés Vivas. De carro, pela A1, sai em “Gaia Afurada”, e perto do recinto encontrarás um parque de estacionamento reservado para o festival. Se vieres de autocarro, sai na paragem “Afurada”; De comboio, no Porto ou Gaia, dependendo de onde vens; De metro, avança até à estação General Torres – nestes dois últimos casos, é necessário efetuar a ligação através de autocarro. No Porto, para quem chega de comboio, apenas a estação de S. Bento tem ligação direta.
A CP tem descontos para comboios oriundos de todo o país, e nos comboios urbanos do Porto, o bilhete especial MEO Marés Vivas – que obriga à apresentação do bilhete do festival – tem o preço de 2 euros, ida e volta, com regresso válido até às 12 horas do dia seguinte.
De resto, a Kia é novamente a marca oficial do festival, e como tal vai dar boleias de ida e volta, das 18 horas às duas da manhã, nas paragens:
Afurada – Posto de Pescado;
Cais de Gaia – Rotunda Caves Ferreira;
Avenida dos Escultores – Em frente à Casa Portista;
Quinta do Marques Gomes (junto ao Portão)

Onde ficar
Apesar de não ter parque de campismo próprio, o MEO Marés Vivas disponibiliza no seu site oficial – maresvivas.meo.pt – toda a informação para poderes passar a noite em segurança e com conforto, com várias sugestões de Hostels, Hotéis, Pensões, Residenciais e Parques de Campismo.

Para entrar
Em cada um dos dias do MEO Marés Vivas, as portas abrem às 17 horas e a animação prolonga-se pela noite dentro.
Não é permitida a entrada a crianças com menos de 6 anos de idade. Também não pode entrar comida, bebida ou qualquer objeto considerado perigoso. Não é igualmente permitida qualquer gravação áudio ou vídeo do festival.

No primeiro dia, para trocares o teu passe de 3 dias por uma pulseira deves deslocar-te a um dos vários pontos disponíveis no recinto. O bilhete é intransmissível, tal como a pulseira. Mesmo depois de a receberes deves manter o bilhete contigo, para que possas comprovar a compra do mesmo, se for necessário.
Todos os bilhetes são válidos para apenas uma entrada no recinto, e com o bilhete diário não é possível sair do recinto para depois voltar a entrar. Com o bilhete para os 3 dias, as entradas seguintes terão de ser feitas com a pulseira.

Para teres acesso a bilhetes, destaques, horários, mapas e outras funcionalidades, acede também à aplicação MEO Marés Vivas, disponível na Google Play e na App Store.

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PGlmcmFtZSAgc3R5bGU9ImRpc3BsYXk6IGJsb2NrOyBtYXJnaW46IDBweCBhdXRvOyIgIGlkPSJfeXRpZF82MjQzMiIgIHdpZHRoPSI0OTAiIGhlaWdodD0iMjc2IiAgZGF0YS1vcmlnd2lkdGg9IjQ5MCIgZGF0YS1vcmlnaGVpZ2h0PSIyNzYiIHNyYz0iaHR0cHM6Ly93d3cueW91dHViZS5jb20vZW1iZWQvUmdEV0xqV1I5LWs/ZW5hYmxlanNhcGk9MSZhdXRvcGxheT0xJmNjX2xvYWRfcG9saWN5PTEmcmVsPS0xJml2X2xvYWRfcG9saWN5PTEmbG9vcD0wJm1vZGVzdGJyYW5kaW5nPTAmZnM9MSZwbGF5c2lubGluZT0wJmF1dG9oaWRlPTImdGhlbWU9ZGFyayZjb2xvcj1yZWQmY29udHJvbHM9MSYiIGNsYXNzPSJfX3lvdXR1YmVfcHJlZnNfXyBuby1sYXp5bG9hZCIgdGl0bGU9IllvdVR1YmUgcGxheWVyIiAgYWxsb3c9ImF1dG9wbGF5OyBlbmNyeXB0ZWQtbWVkaWEiIGFsbG93ZnVsbHNjcmVlbiBkYXRhLW5vLWxhenk9IjEiIGRhdGEtc2tpcGdmb3JtX2FqYXhfZnJhbWViamxsPSIiPjwvaWZyYW1lPg==