Connect with us

Em destaque

ZONA DE ALTA TENSÃO chega ao AMAS em dezembro

Publicado há

em

Imagem de: AMAS

Depois de ter estreado no AMAS – Auditório Municipal António Silva, a sua mais recente criação, “MARIDOS”, espetáculo inspirado pelo filme homónimo do realizador norte-americano John Cassevetes, o teatromosca dá continuidade à programação regular do espaço nos meses de novembro e dezembro.

Assim, no dia 27 de novembro às 21h, a companhia sintrense recebe o Cegada Grupo de Teatro com o espetáculo “Feira de Outubro”, que se inspira na transposição para o ribatejo da ação presente em Sevilha na peça “Rua do Inferno” – escrita em 2001 pelo dramaturgo espanhol Antonio Onetti. Assente em questões existencialistas, da (conhecida como) classe média contemporânea, desenvolvidas a partir de sequências de vida de três mulheres de subúrbio, talvez amigas, talvez apenas colegas de trabalho num supermercado, o texto coloca em perspetiva o valor dos laços que nos unem quando um ambiente de disputa se impõe inesperadamente.

Segue-se, no dia 4 de dezembro, às 21h, o concerto “THE SELVA”, pela OSSO Associação Cultural, que será composto por um trio de cordas e percussão, com Ricardo Jacinto e Gonçalo Almeida, no violoncelo e contrabaixo, respetivamente, e Nuno Morão na bateria. “THE SELVA” é um trio de improvisação livre formado em 2016 e a sua música explora as interseções entre o alargado espectro musical de cada um dos seus membros, apresentando ao vivo um diálogo imprevisível e multi-idiomático.

Ainda no mês de dezembro destaca-se o espetáculo “ZONA DE ALTA TENSÃO”, pelo Teatro Duas Senas, grupo de teatro fundado em 2013 pelo Departamento de Pedagogia e Animação do teatromosca em conjunto com o CECD Mira Sintra – Centro de Educação para o Cidadão com Deficiência, que aqui nos apresenta o conflito interior entre o que somos, o que acreditamos ser e um conjunto de conceitos que julgamos mais ou menos seguros e que constroem a nossa personalidade. É um hino tanto aos direitos como aos deveres, às liberdades individuais e coletivas, à resistência… e que nos coloca perante uma situação limite.

Um conjunto de pessoas com fragmentos de memórias da sua vida até ao momento em que aqui se encontram, juntos. Apesar de não se conhecerem terão de aprender a coabitar num espaço que parece não pertencer a ninguém há muito tempo. Trata-se de pessoas – personagens! – cujas vidas, aparentemente, não têm nada em comum, mas que serão postas à prova em prol da vontade de regressar à sua vida normal. No entanto, esta mesma vontade ver-se-á colocada em causa pelas circunstâncias em que se encontram e aquilo que consideram ser uma verdade inalterável dará lugar a um questionamento profundo sobre um conjunto de tópicos que revelará as suas personalidades e valores…

O espetáculo estará em cena no AMAS – Auditório Municipal António Silva, nos dias 10 e 11 de dezembro, às 21h, e no dia 12 de dezembro às 16h.

Publicidade
Clica para comentar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado.

Publicidade

Publicidade

Artigos recentes

Publicidade

Noticias

Publicidade