Visite-nos em

Lazer & Cultura

Já reabriu o novo Pavilhão Rosa Mota

Beatriz Cavaca

Publicado há

em

Depois de um rigoroso plano de intervenção e da implementação de mecanismos de engenharia inovadores, volta à vida um dos edifícios mais emblemáticos da cidade do Porto: o Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota.

A inauguração oficial decorreu segunda-feira dia 28 de outubro, e o primeiro concerto foi dia 31 com os Ornatos Violeta que presentearam o espaço com dois concertos seguidos no espaço.

Todo o espaço agora inaugurado, foi projetado pelo consórcio Círculo de Cristal, constituído pela Lucios e pela PEV Entertainment, o novo espaço está dotado das mais modernas tecnologias e tem capacidade para acolher até oito mil pessoas em eventos culturais, desportivos e empresariais de grandes dimensões. Dada a proximidade do edifício a alguns dos marcos arquitetónicos mais emblemáticos da cidade, o Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota irá também atuar enquanto polo de dinamização cultural.

Manuel Violas, Presidente do Conselho de Administração do Super Bock Group, afirma em nota de imprensa: “É com enorme satisfação que estamos hoje a inaugurar o Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota, um espaço absolutamente magnífico, que vem beneficiar a cidade do Porto e que garante um novo ponto de encontro para milhares, a partir de agora. Para o Super Bock Group significa um novo marco na ligação à cidade, onde nos movemos desde sempre e temos um papel muito ativo, nomeadamente na área da Cultura. Este é mais um contributo relevante e acreditamos que esta nova infraestrutura, com todas as suas valências, irá contribuir positivamente para a dinamização e atratividade do Porto, da região norte e do país“.

É com enorme orgulho que inauguramos hoje o Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota“, refere ainda administração do espaço. “Embarcamos neste projeto em 2014, aquando o lançamento do concurso público aberto pela Câmara Municipal do Porto, com a convicção de que a cidade precisa e, acima de tudo, merece um espaço que lhe permita acolher eventos de grandes dimensões e lhe confira uma nova centralidade. A renovação deste edifício tão emblemático foi ambiciosa, mas temos a certeza que não deixará ninguém indiferente“, conclui.

Já Rui Moreira, Presidente da Câmara Municipal do Porto, sublinha: “Quando no final de 2013 tomei posse como presidente da Câmara, encontrei alguns problemas de resolução muito difícil. Um deles era o facto de o Porto não ter um pavilhão multiusos que pudesse, em definitivo, colocar a cidade na rota dos grandes eventos económicos, desportivos e musicais. Já o temos, seis anos depois. O renovado Pavilhão Rosa Mota, reconstruído pelas mãos de empresas com raiz e trabalho no Porto, deixou de ser um problema em pré-ruína e é hoje uma solução com presente e com um extraordinário futuro. Sem onerar as contas públicas, resolveu-se um problema que parecia não ter solução. Que afligia e indignava os portuenses. É essa a minha satisfação, porque é incomensurável o interesse público deste importante equipamento.

[Imagens: Central de Informação]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PGlmcmFtZSAgc3R5bGU9ImRpc3BsYXk6IGJsb2NrOyBtYXJnaW46IDBweCBhdXRvOyIgIGlkPSJfeXRpZF80MzMxMSIgIHdpZHRoPSI0OTAiIGhlaWdodD0iMjc2IiAgZGF0YS1vcmlnd2lkdGg9IjQ5MCIgZGF0YS1vcmlnaGVpZ2h0PSIyNzYiIHNyYz0iaHR0cHM6Ly93d3cueW91dHViZS5jb20vZW1iZWQvUmdEV0xqV1I5LWs/ZW5hYmxlanNhcGk9MSZhdXRvcGxheT0xJmNjX2xvYWRfcG9saWN5PTEmcmVsPS0xJml2X2xvYWRfcG9saWN5PTEmbG9vcD0wJm1vZGVzdGJyYW5kaW5nPTAmZnM9MSZwbGF5c2lubGluZT0wJmF1dG9oaWRlPTImdGhlbWU9ZGFyayZjb2xvcj1yZWQmY29udHJvbHM9MSYiIGNsYXNzPSJfX3lvdXR1YmVfcHJlZnNfXyBuby1sYXp5bG9hZCIgdGl0bGU9IllvdVR1YmUgcGxheWVyIiAgYWxsb3c9ImF1dG9wbGF5OyBlbmNyeXB0ZWQtbWVkaWEiIGFsbG93ZnVsbHNjcmVlbiBkYXRhLW5vLWxhenk9IjEiIGRhdGEtc2tpcGdmb3JtX2FqYXhfZnJhbWViamxsPSIiPjwvaWZyYW1lPg==