Visite-nos em

Futurália 2017

INP e ISG: Formação de aplicação prática

Avatar

Publicado há

em

Na Futurália encontrámos lado a lado duas instituições de ensino que apostam numa formação prática para preparar os seus alunos para o mercado de trabalho: O Instituto Superior de Novas Profissões (INP) e o Instituto Superior de Gestão (ISG).

INP: Aprendizagem facilitada
No INP encontrámos uma das alunas da Licenciatura de Turismo e Informação Turística. Rute Carvalho está no 1º ano e garante estar “a adorar a experiência. É muito gratificante e mil vezes melhor do que estava à espera! Os professores são fantásticos, temos sempre turmas de dimensão média, o que facilita a aprendizagem e ajuda a criar laços!”
E quando lhe perguntámos porque tinha escolhido o INP, respondeu que foi “pensado. Esta escola faz parte do Grupo Lusófona e eu interessei-me por esta licenciatura por causa das cadeiras, que são iminentemente práticas e exatamente o que eu procurava. Toda a formação se adequa àquilo que é pedido pelo mercado de trabalho, e saímos daqui bem preparados para o enfrentar”.

Falámos também com Fernanda Pereira, Professora do Grupo Lusófona, que quis deixar claro que “cada vez mais, o ensino deve estar virado para a aplicação prática. Não é por acaso que vão surgindo instituições como o INP, que dentro do Grupo Lusófona tem a missão de fazer a transição para o mercado de trabalho. Temos tido imensa recetividade e um excelente feedback tanto por parte das organizações como por parte do mercado”.

ISG: Acompanhamento a todos os alunos
Mesmo ao lado encontras o ISG, escola do Grupo Ensinus, que existe desde 1978 e que se orgulha de ser uma instituição familiar. Conceição Lopes, do Departamento de Mestrados e Pós-Graduações, explicou-nos que, para a Futurália, esta escola trouxe “a sua história, que tem um cariz muito familiar, pelas poucas vagas que tem em cada ano, e pelo ensino personalizado e onde há um acompanhamento muito grande a todos os alunos”.
“Tudo isso faz com que”, concluiu, “o sucesso dos nossos alunos seja fantástico, e que a nossa taxa de empregabilidade ronde os 97, 98%”.

[Fotos: Mais Educativa]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *