Visite-nos em

Lazer & Cultura

Retrogames: A nostalgia dos primórdios

Flávia Ramalho

Publicado há

em

A evolução constante dos videojogos não faz esquecer o estilo, as músicas e as máquinas utilizadas nas décadas de 80 e 90 para conseguir alguma diversão virtual.

Tal como o vinil retornou, na música, a nostalgia dos jogos antigos tem-se afirmado na comunidade do gaming e trouxe de volta muitos jogos e consolas, de épocas mais antigas.

Várias marcas de entretenimento recolocaram no mercado as consolas e muitos dos jogos que ajudaram a firmar muitas das marcas de maior destaque.

A Sony apresentou a Playstation Classic, a Sega voltou a vender a Mega Drive e a Nintendo recuperou a NES. Estas reedições de consolas mostram que o mercado e o público de retrogaming existem eque se querem afirmar.

Com o regresso das consolas, que fizeram parte da infância de muitas crianças, voltaram também os jogos que faziam as delícias dos jovens dos anos 80 e 90. Super Mário, Tetris, Tekken, Final Fantasy ou Crash regressaram e são um sucesso entre os jovens dos anos 80 e 90 e os jovens do século XXI.

O gosto pelo retrogaming tem vindo a tomar outras proporções. Com esta nova variante do gaming surgem colecionadores que querem manter a nostalgia dos anos 80 e 90 em sua casa.

O retro está em toda a parte: na música, nos filmes, na moda e até nos videojogos. E, hoje em dia, até os eventos que se realizam neste âmbito têm áreas específicas para este domínio mais nostálgico dos primórdios.

 

[Imagem: AdobeStock]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *