Visite-nos em

Notícias

Alunos com gaguez não terão de fazer exames orais

Beatriz Cavaca

Publicado há

em

Alunos com gaguez podem ser dispensados da realização das provas orais.

Há dois anos, estes exames passaram a integrar a avaliação externa em línguas estrangeiras nos exames do ensino secundário e provas de aferição do 2.º e 3.º ciclos.

A gaguez não é uma patologia prevista para a atribuição de condições especiais na realização de exames. No entanto, a garantia é dada pelo Ministério da Educação, ao Público.

A concessão de tempo suplementar para além do que é dado a todos os alunos, para a realização das orais, de que também poderão beneficiar os alunos com gaguez.

Esta é uma das alterações que decorrem da aplicação do novo regime de educação inclusiva (decreto de lei 54/2018), que no ano passado substituiu o da educação especial.

Neste diploma estipula-se que “as escolas devem assegurar a todos os alunos o direito à participação no processo de avaliação” e que para tal podem recorrer às alterações no modo como se avalia, que se encontram elencadas na lei.

Nas normas para a realização da avaliação externa, o Júri Nacional de Exames (JNE) diz que quando os alunos ficam dispensados da realização das provas orais, a classificação final do exame é a que obtiveram na componente escrita da prova.

Esta é uma lei que procura igualar as oportunidades de para todos os alunos e que facilita bastante a vida àqueles com mais dificuldades.

[Imagem: Pexels]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *