Connect with us

Educação

Aprender cibersegurança de forma totalmente virtual? É possível, na Ironhack

Publicado há

em

Imagem cedida por: Ironhack
As tendências tecnológicas para 2022 estão apontadas e, entre elas, surge a cibersegurança, uma área que tem vindo a crescer exponencialmente, à volta de todo o mundo. Sabias que de acordo com o Relatório de Cibersegurança em Portugal, divulgado pelo Observatório de Cibersegurança, a falta de informação sobre a temática é uma das ações a combater em 2022. Nesse sentido, a Ironhack, escola líder em formação tecnológica, está a promover mais uma edição do curso intensivo de Cybersecurity, em regime integral (12 semanas), sem necessidade de experiência prévia.
bootcamp arranca a 10 de janeiro e pode ser realizado em qualquer parte do mundo.
Segundo o Check Point Research, divulgado em outubro, registou-se um aumento de 71% de ataques cibernéticos, em comparação com o ano homólogo. Assim, numa altura em que muitas empresas adotam o trabalho híbrido como preferencial, e tantas outras admitem voltar ao teletrabalho já a partir do próximo ano, torna-se essencial falar na relevância dos profissionais de cibersegurança na proteção de dados dos negócios dos mais variados setores.
 
Segundo Catarina Costa, responsável pelo campus de Lisboa, “os ataques informáticos estão cada vez mais sofisticados, o que exige uma grande adaptação por parte das empresas, especialmente através da contratação cirúrgica de profissionais aptos a protegê-las. Na Ironhack, oferecemos a possibilidade de, num curto espaço de tempo e de forma muito prática, os alunos inserirem-se num mercado competitivo e em constante evolução, colmatando a atual escassez de talento e tornando as empresas cada vez mais protegidas.”
 
Desenvolvido pela empresa de educação Cybint Solutions, bootcamp tem o seu início ainda antes das aulas começarem, com os alunos a receberem 60 horas de material de aprendizagem online acerca dos tópicos fundamentais da temática, colocando todos em pé de igualdade, quer tenham experiência prévia ou não. Após este pré-trabalho, seguem-se três módulos focados nos princípios base da cibersegurança, na construção de programas de defesa e, por último, em casos práticos e em tempo real.
Ao longo do curso, todos os alunos têm acesso a um facilitador, que os irá ajudar em todo o percurso.
Após o bootcamp, os estudantes têm acesso à Career Week, na qual serão ajudados pelo Gabinete de Carreiras da escola a preparem-se para o mundo laboral.

Publicidade
Clica para comentar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Publicidade

Artigos recentes

Publicidade

Noticias

Publicidade