Connect with us

Em destaque

Há para todos os gostos: 12 livros para ler em 2021

Márcia G. Rodrigues

Publicado há

em

Imagem: Unsplash

O grupo 20|20 Editora vai começar o próximo ano com imensas novidades e nós fizemos uma seleção a pensar em todos os gostos. Aqui vais encontrar sugestões para ler entre janeiro e agosto que vão desde thrillers a romances. Se és um romântico que ao mesmo tempo gosta de ler sobre o mundo, podes começar por ler, em janeiro, A Noiva do Médio Oriente ou Talvez. Por outro lado, se és fã do suspense sugerimos Os Desaparecidos. Em fevereiro, podes ler a história de três irmãs que descobrem que, afinal, não têm a mesma mãe em Mentiras Privadas. Em março, opta por algo mais leve… talvez uma comédia romântica? Sugerimos Roomies. Para os fãs de aventura, em abril O Método Wim Hof chega às livrarias, neste livro o famoso Ice Man dá-te vários conselhos para teres mais força, saúde e felicidade. Em maio, podes descobrir o segredo da felicidade em Deixa Lá Essa M*erda ou ficar a saber mais sobre as doenças do século XXI em Um Século de Pandemias. Em junho volta aos thrillers com Greenwich Park e a dois tipos de romance com A Violonista de Auschwitz e One to Watch. Por fim, em agosto sugerimos um dos livros mais aguardados do ano: A Slow Fire Burning, de Paula Hawkins.

Podes ler o resumo dos livros seleccionados aqui:

A Noiva do Médio Oriente, de Paula Raposo Esteves

Um romance que conduz a um amor sem fronteiras e ao obscuro tráfico de jovens refugiadas da Guerra Civil Síria, levando ainda a superar desequilíbrios emocionais que impedem a felicidade.

Talvez, de Morris Gleitzman

Estamos em 1946 e Felix, um rapaz judeu de 14 anos, está de partida da Polónia para a Austrália, à procura de um sítio seguro onde possa recomeçar a sua vida. A guerra terminou, mas a Polónia está em ruínas e não é um lugar onde ele e o seu amigo Gabriek se sintam a salvo. Com eles vive agora Anya, que está grávida e completamente dependente da proteção deles. A viagem proporcionada pelo governo da Austrália é bastante atribulada. A amizade e coragem dos três amigos é posta constantemente à prova e os conhecimentos de medicina que Felix foi adquirindo nos últimos anos vão ser cruciais. Mas chegar a este país não vai ser o fim das dificuldades. Há um homem em busca de vingança que está disposto a persegui-los até ao fim dos seus dias. E Felix vai ter de enfrentar um inimigo mais perigoso do que os nazis.

Os Desaparecidos, de Anita Frank

Os Desaparecidos é a arrepiante estreia de Anita Frank que alia uma história de fantasmas ao ritmo de um thriller. Suspense, adrenalina e uma morte misteriosa, a leitura ideal para as noites frias de inverno.

Mentiras Privadas, de Muna Shehadi

E se descobrisses que a tua mãe afinal não te poderia ter dado à luz? Três irmãs vêm a sua vida virado do avesso ao descobrirem, depois da morte trágica da mãe, uma famosa estrela de cinema, que afinal não são filhas dela. Enquanto Olivia e Eve insistem que só se pode ser engano, Rosalind, a impulsiva irmã do meio, não é capaz de esquecer o assunto. Se é verdade que tem uma mãe biológica diferente, ela precisa de saber. Mentiras Privadas tem a dose certa de segredos de família, romance, drama e viagem de descoberta pessoal para encantar os leitores até ao fim.

Roomies, Christina Lauren

Depois do sucesso de Noivos à Força, a Topseller aposta em mais uma comédia romântica desta dupla de sucesso. A história de um casamento de conveniência que acaba por se transformar em algo mais… O amor nunca foi tão hilariante, incerto, entusiasmante e de leitura tão compulsiva como num romance de Christina Lauren.

O Método Wim Hof, de Wim Hof

Livro oficial de Wim Hof, mais conhecido como Ice Man, e figura icónica da superação pessoal. Com mais de 25 recordes do Guiness — num deles aguentou 1 hora, 52 minutos e 42 segundos imerso em gelo —, este holandês tem sido estudado por diversos cientistas. Com milhões de seguidores em todo o mundo, Wim Hof apresenta, neste livro, um método acessível para que qualquer pessoa, e não apenas atletas ou mestres espirituais, consiga exponenciar a sua capacidade para obter força, saúde e felicidade. Trata-se de um método inovador, que mistura técnicas de respiração, a utilização do frio e exercícios de definição de mindset. 

Deixa Lá Essa M*erda, de Monica Sweeney

Da autora de Zen pra C*ralho, este livro combina duas tendências muito populares no mercado: o mindfulness e as abordagens descomplexadas e sarcásticas dos livros com palavrões. Guardar rancores, ou planear vinganças, consome muita energia. E, no final, o segredo da felicidade pode ser, simplesmente, não ligar “puto”.

Um Século de Pandemias, de Mark Honigsbaum

Do historiador Mark Honigsbaum, este é o livro de história mais atual e informativo sobre um século de pandemias. Da Gripe Espanhola ao surto de peste pneumónica de 1924 em Los Angeles, da pandemia da «febre dos papagaios» aos mais recentes SARS, Ébola, Zika e, agora, Covid-19. Uma obra que combina ciência, medicina, sociologia e reportagens para contar a história dos nossos tempos. Os dedicados «detectives» de doenças, os funcionários de saúde pública obstrutivos e os cientistas talentosos, muitas vezes cegos pela experiência própria. O brilho e a arrogância médica que moldam tanto a fronteira da ciência quanto o futuro da sobrevivência da humanidade.

Greenwich Park, de Katherine Faulkner

Helen tem tudo… Daniel é o marido perfeito. Rory é o irmão perfeito. Serena é a cunhada perfeita. E Rachel? Rachel é o pesadelo perfeito. Um dos thrillers mais aguardados de 2021.

A Violinista de Auschwitz, de Ellie Midwood

Em Auschwitz, cada dia é uma luta pela sobrevivência. Alma é a prisioneira n.º 50381, o número tatuado a tinta azul-pálida na sua pele. Esta realidade trágica não poderia estar mais longe da vida anterior de Alma. Uma violinista acarinhada, os seus concertos deixavam o seu público maravilhado. Quando a chefe do campo onde Alma se encontra a nomeia como diretora da orquestra, que deverá tocar tanto para prisioneiros em trabalhos forçados como para oficiais nazis de elevada patente, o primeiro instinto de Alma é recusar: «podem matar-me, mas não me obrigarão a tocar.» Mas rapidamente se apercebe do poder que lhe poderá trazer esta posição: poderá providenciar alimento extra a raparigas esfomeadas e resgatar muitas delas das garras da morte. É assim que Alma conhece Miklos, um pianista talentoso. Rodeados pelo desespero, ambos encontram felicidade em ensaios conjuntos, bilhetes secretos, e concertos que apresentam lado a lado – tudo enquanto rezam para que um dia todo aquele suplício termine. Mas em Auschwitz, o ar que se respira está carregado de morte, e o horror é a única certeza…

One to Watch, de Kate Stayman-London

Bea é uma blogger de moda plus-size cheia de estilo e um coração partido. Quando jura que vai deixar-se de encontros amorosos, recebe um telefonema intrigante. Um reality-show que promete encontrar os pares amorosos perfeitos quer que ela seja a sua próxima estrela. Bea concorda, mas com uma condição – aconteça o que acontecer, ela não irá apaixonar-se. Um romance feminista que desafia estereótipos e reflete sobre a obsessão atual com o corpo perfeito, aclamado tanto pela crítica como pelos leitores.

A Slow Fire Burning, de Paula Hawkins

A Slow Fire Burning é um thriller vertiginoso e intrincado, que se debruça sobre a natureza insidiosa e destrutiva dos traumas do passado. Paula Hawkins — autora do best-seller A Rapariga no Comboio — supera habilmente as expectativas ao demonstrar como as vidas podem colidir e como sofrimento gera mais sofrimento. agosto

Publicidade
Clica para comentar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Artigos recentes

Publicidade

Noticias

Publicidade