Visite-nos em

Lazer & Cultura

Porta dos Fundos: a sátira que está no centro da polémica

Flávia Ramalho

Publicado há

em

O Porta dos Fundos lançou a 3 de dezembro uma sátira especial de Natal, intitulada “A Primeira Tentação de Cristo”, que tem criado algum mal-estar entre os espetadores.

Numa produção especial para a plataforma de streaming Netflix, o grupo de humor brasileiro criou uma história que envolver Jesus Cristo e a celebração do 30.º aniversário.

A Primeira Tentação de Cristo” sugere uma experiência homossexual de Jesus Cristo e insinua um triângulo amoroso entre Maria, José e Deus.

A sátira de Natal do Porta dos Fundos foi realizada por Rodrigo Van Der Put e conta com Gregório Duvivier, Fábio Portchat, João Vicente de Castro, António Tabet, Thati Lopes e Rafael Portugal no elenco.

No Brasil, a polémica sátira levou à criação de uma petição, que já conta com mais de duas milhões assinaturas, com o objetivo de cancelar o episódio de sátira e até para censurar a Netflix.

Na noite de Natal, a sede do Porta dos Fundos foi alvo de um atentado. Cocktails molotov foram atirados contra o edifício, tendo provocado um incêndio – controlado, ainda no início, por um dos seguranças do prédio. Do sucedido não surgiram feridos.

Embora o ataque não tenha sido reivindicado, pode estar relacionado com a produção da sátira de Natal.

Depois do ataque, na página oficial do Porta dos Fundo, surgiu uma nota onde o grupo de humoristas “condena qualquer ato de violência” e informa que “já disponibilizou as imagens das camêras de segurança”.

Mas, por enquanto, adiantamos que seguiremos em frente, mais unidos, mais fortes, mais inspirados e confiantes que o país sobreviverá a essa tormenta de ódio e o amor pervalecerá junto com a liberdade de expressão”, conclui o Porta dos Fundos no Facebook.

[Imagem: Porta dos Fundos]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *