Visite-nos em

A tua Revista

Fórum dos Campeões: Rui Carvalho e Beatriz Soares

Flávia Ramalho

Publicado há

em

Portugal tem uma Seleção Nacional das Profissões, que em competições internacionais representa o país e que, ao longo dos anos, tem conseguido aumentar o palmarés com títulos e medalhas. Esta equipa é composta por jovens, com idades entre os 17 e os 25 anos, que concluíram ou que se encontram a frequentar um percurso de qualificação, em modalidades de educação e formação profissional. Estes jovens são os melhores dos melhores eleitos no Campeonato Nacional das Profissões, que se realiza de dois em dois anos.

Avaliados a nível individual de competências, rigor e domínio de técnicas e de ferramentas para o exercício de cada profissão, os jovens portugueses são respeitados internacionalmente e têm conseguido distinções no Campeonato Mundial das Profissões e no Campeonato Europeu das Profissões.

Rui Carvalho e Beatriz Soares são dois exemplos de Campeões das Profissões, que vamos apresentar.

Rui Carvalho é formado em Fresagem CNC pelo CENFIM da Trofa e conta com várias medalhas e distinções conseguidas no Campeonato Nacional das Profissões, no Campeonato Europeu das Profissões e no Campeonato Mundial das Profissões. “Eu cheguei a esta profissão através do meu irmão” – conta o jovem campeão, acrescentando – “foi uma profissão que me chamou à atenção por causa da habilidade das máquinas de CNC”.

Rui Carvalho conta que quando terminou o 9.º ano já tinha escolhido entrar no CENFIM da Trofa e seguir o curso de Fresagem CNC.

Em 2018, Rui Carvalho conseguiu um lugar na Seleção Nacional das Profissões ao conquistar a Medalha de Ouro no Campeonato Nacional das Profissões, que decorreu em Beja.

O jovem recorda que estava mais nervoso na cerimónia de encerramento do que ao longo das provas. “Foi fantástico ver o orgulho do meu treinador!”, reconhece Rui Carvalho.

A etapa seguinte foi o Campeonato Europeu das Profissões, em Budapeste, no ano de 2019, onde o jovem português conseguiu a Medalha de Bronze.

A oportunidade de representar Portugal foi “única” para Rui Carvalho. “Ainda hoje sinto que valeu a pena e tenho saudades” conta, ao mesmo tempo que recorda que teve a bandeira portuguesa no braço, ao longo da realização das provas, o que lhe deu “força e motivação”.

No mesmo ano, Rui Carvalho integrou a equipa portuguesa que participou no Campeonato Mundial das Profissões, que se realizou em Kazan (Rússia). Da participação neste evento resultou a distinção com a Medalha de Excelência.

Neste Campeonato Mundial das Profissões, o português encarou a prova com afinco e acabou medalhado, embora fora do pódio.

A Medalha de Excelência não é uma Medalha de Ouro mas para mim significa muito”, explica.

Ao longo do percurso enquanto campeão de Fresagem CNC, Rui Carvalho ainda foi convidado a participar no Campeonato Nacional das Profissões de França, onde ganhou o 1.º lugar.

Os resultados [em todas as competições] foram muito bons e agradeço muito ao CENFIM e à WorldSkills Portugal por esta oportunidade”, explica Rui Carvalho fazendo um balanço do percurso em todas as competições.

Sobre ser considerado uma promessa da Fresagem e sobre o sucesso que tem vindo a alcançar na área, o jovem campeão é peremptório ao afirmar “o meu segredo é aprender ao máximo” e explica que nunca cruzou os braços e sempre quis e quer adquirir mais conhecimento.

Rui Carvalho

Beatriz Soares é uma outra campeã das profissões, que destacamos pelo percurso de formação profissional que a levou à distinção no Campeonato Nacional das Profissões 2018 e no Campeonato Europeu das Profissões 2019.

Formada em Tecnologias da Moda pela Modatex, conquistou a Medalha de Ouro no Campeonato Nacional das Profissões 2018 e, em Budapeste (Hungria), no Campeonato Europeu das Profissões acabou distinguida com a Medalha de Excelência; para além disso, ainda participou no Campeonato Mundial das Profissões, que se realizou em Kazan (Rússia).

Conta que a área que escolheu sempre a fascinou, mesmo quando, ainda em criança, se sentava a coser botões enquanto a avó costurava.

A criação de peças é o que Beatriz Soares mais gosta de fazer e a jovem campeã acredita que é na área da moda, que se vai afirmar enquanto profissional.

Em 2018, quando se sagrou Campeã Nacional das Profissões, na área de Tecnologias da Moda, não queria acreditar.

Acho que o facto de ter passado ao Campeonato Europeu das Profissões só me caiu quando foi a cerimónia de entrega de medalhas do Campeonato Nacional das Profissões”, conta Beatriz Soares.

A participação da jovem no Campeonato Europeu das Profissões e no Campeonato Mundial das Profissões foi enriquecedora a vários níveis, como explica Beatriz Soares referindo, além do que aprendeu na área da moda, “as lições de vida e o conhecer de tantas culturas diferentes” algo que pensa “levar para o resto da vida”.

Embora não tenha vindo distinguida do Campeonato Mundial das Profissões, que decorreu em Kazan (Rússia), Beatriz Soares reconhece que a sua participação nesta competição a tornou mais concretizada e mais segura do trabalho que executa.

Penso que [com a participação no Campeonato Mundial das Profissões 2019] consegui elevar-me a um nível que não é “normal” na minha idade”, explica.

No futuro, a campeã portuguesa espera continuar a crescer enquanto profissional da área da moda e promete continuar a dar o melhor e a superar-se.

Sinto-me uma pessoa mais concretizada e mais segura do meu trabalho”, afirma Beatriz Soares, na sequência da participação nas competições de âmbito nacional e internacional.

Beatriz Soares

[Imagem e Texto: IEFP]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *