Visite-nos em

A tua Revista

ADN da tua Escola: Escola Secundária Professor Reynaldo dos Santos

Flávia Ramalho

Publicado há

em

O que torna uma escola diferente? São as instalações? Os professores? Os projetos? A metodologia adotada nas aulas?  Os alunos?
A Mais Educativa sabe que é um pouco de tudo isto – e ainda mais algum fator X.

No ADN desta edição, conhecemos a Escola Secundária Professor Reynaldo dos Santos, ao falar com Eurico Valente, diretor da escola. 

Prof. Eurico Valente
Diretor da Escola Secundária Professor Reynaldo dos Santos

O que é que caracteriza a Escola Secundária Professor Reynaldo dos Santos?

Do nosso ponto de vista, o que caracteriza o Agrupamento Escolas Professor Reynaldo dos Santos e a nossa Escola em particular, é a singularidade do seu Projeto Educativo, o qual apresenta uma Visão e Missão que defende valores e princípios fundamentais alinhados com o lema de “Uma Escola para todos com todos na construção do futuro”.
Hoje, o AEPRS apresenta uma identidade própria e, inspirado no ecletismo do seu patrono, constitui-se como uma referência no ensino, em que é garantida a qualidade, a inclusão e a inovação, promovendo a equidade pelo diálogo, assente numa ética de confiança, autonomia e melhoria contínua.
Somos uma escola com história, onde é valorizado o pensamento criativo e crítico, bem como o espírito de iniciativa e empreendedorismo. Defendemos o princípio do diálogo e da transparência, com a realização de iniciativas que promovam a inclusão, a solidariedade, a responsabilidade social, a sustentabilidade, a igualdade de género como prática de cidadania geradora de coesão social.

No que respeita à oferta formativa, quais são as principais apostas da vossa escola?

Relativamente à oferta formativa, além do Ensino Básico, em que oferecemos, também, o CEF de Operador de Logística e Operador de Informática, temos no Ensino Secundário os Cursos de Ciências e Tecnologias, Ciências Socioeconómicas, Línguas e Humanidades e Artes Visuais.
De salientar, ainda, que a escola tem apostado como oferta formativa para os jovens, nos seguintes Cursos Profissionais: Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos, Técnico Auxiliar de Saúde, Técnico de Gestão de Programação de Sistemas Informáticos, Técnico de Turismo, Programador de Informática e Técnico de Apoio à Infância.
No Ensino Secundário, destacamos a oferta da disciplina de Mandarim, que tem vindo a ser escolhida por muitos discentes ao longo doscinco anos.
Como Escola Inclusiva oferecemos Língua Gestual Portuguesa para alunos surdos e apostámos na criação de disciplinas para reforço da educação para a cidadania e intervenção cívica, bem como em disciplinas que promovam a sensibilidade artística, estética e tecnológica.

Quais considera que são os maiores desafios da escola no século XXI?

Atualmente, vivemos tempos de mudança, em que a Escola enfrenta novos paradigmas, de modo a responder aos desafios do século XXI.
Hoje, para além de ensinar, é solicitado à Escola, que faça aprender, que desenvolva competências e atitudes, onde se procura que os alunos e alunas sejam chamados a construir o seu projeto de vida, ao traçar um percurso formativo próprio.
Assistimos, assim, à mudança da aprendizagem centrada no docente, para o desenvolvimento de aprendizagens significativas, centradas nos discentes, que decorrerão ao longo da vida.
À Escola é permitido gerir o currículo, de forma a integrar estratégias promotoras de melhores aprendizagens, em situações específicas e perante as necessidades de diferentes discentes, em consonância com o seu Projeto Educativo.
Neste contexto, surge a possibilidade de articulação e flexibilização curricular, onde é valorizado as aprendizagens interdisciplinares e privilegiado os métodos, as abordagens e procedimentos adequados, num espaço que não tem que ser sempre a sala de aula, de modo a que todos os discentes alcancem, com sucesso, o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.
Estamos na presença de uma Escola Inclusiva, que contempla a heterogeneidade dos alunos e das alunas, que procura ultrapassar os obstáculos de acesso às aprendizagens, respeitando a diversidade e garantindo a aquisição de múltiplas literacias necessárias ao cidadão e à cidadã do Século XXI.

Que projetos e atividades desenvolvidas pela escola, nos últimos anos, merecem destaque?

Durante os quase quarenta e cinco anos de existência, a escola tem-se distinguido pela diversidade e qualidade dos projetos que desenvolve, o que se reflete no bom acolhimento a nível local e nacional.
As nossas alunas e os nossos alunos têm encontrado nesta escola um ponto de referência na transmissão do conhecimento mas, igualmente, no despertar da curiosidade e do desejo de aprender que as/os prepare para a vida ativa no mundo em que vivemos e para um futuro que ainda desconhecemos.
É nesse processo de constante reinvenção que a escola se abre a projetos e atividades que cobrem um largo espectro: Artistas digitais, Clube de Língua Gestual Portuguesa, Clube de Teatro, Clube de Rádio/Radio Radical, Desporto Escolar, Eco Escolas, Educação, Género e Cidadania, Escolas amigas dos Direitos Humanos, Escolhas improváveis, Helpo. Reynaldo helpa, IN ~ Studio, Laboratório de Artistas, Ler+Espaço, Escola a Ler+, Todos Juntos Podemos Ler+, Ler+ Mar, Leituras de Ocidente e de Oriente, Ler+ Jovem, Mais vale prevenir… (contra a corrupção), Plano Nacional de Cinema, Projeto Macau, Projeto Magazano (revista), Robótica, Vamos Cienciar, Walk the global walk…
Na forja estão a inscrição no Plano Nacional das Artes e a implementação do projeto MAGAL #19.22 (O mundo por inteiro) que confirma a inscrição do nosso agrupamento na Rota das Escolas Magalhânicas.
Não podemos deixar de referir o papel da Biblioteca enquanto centro nevrálgico de experimentação. Através de múltiplas iniciativas e programas – nomeadamente o referencial Aprender com a biblioteca escolar – encara-se o papel das e dos docentes como facilitadoras/es de aprendizagem, promovendo a descoberta e a pesquisa num clima de crescente autonomia.
Face aos desafios do século XXI, procuramos investir nas componentes criativa, colaborativa e social como garante de uma escola que incentiva as alunas e os alunos a aprender, a partilhar, a explorar, a criar as suas próprias soluções para assumir um papel interventivo e responsável na sociedade.

O que é que caracteriza um aluno da Escola Secundária Professor Reynaldo dos Santos?

Sendo a Escola Secundária Professor Reynaldo dos Santos, uma escola com história, onde avós, pais, filhos e netos passaram por esta instituição e se encontram, ainda hoje, ligados através de encontros na escola, palestras e redes sociais, mantendo, deste modo, laços fortes com o nosso Agrupamento. Podemos, por isso, afirmar que é a identidade, a segurança, a confiança, o prestígio, a qualidade do ensino que nos identifica e que contribui para a formação integral dos nossos jovens.
Assim, um discente que tenha sido nosso aluno, durante a sua permanência na escola, adquiriu um conjunto de conhecimentos e desenvolveu capacidades, atitudes, valores e competências que o tornam um cidadão autónomo, preparado para enfrentar os desafios que o futuro lhe coloca.

[Imagens: Cedidas pela Escola Secundária Reynaldo dos Santos]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *