Visite-nos em

Notícias

Grupo Ensinus: EDUCAR PARA O FUTURO

Avatar

Publicado há

em

O Grupo Ensinus promoveu um seminário, onde se discutiram boas práticas educativas. “Educar para o futuro” decorreu no Fórum Lisboa, no passado dia 28 de junho.

O mote do encontro foi lançado a partir de um vídeo, onde vários alunos – todos eles provenientes de diferentes escolas do Grupo Ensinus (Colégio de Alfragide; INETE; ECL; EPAR; EPET; ECP: Externato Álvares Cabral; Real Colégio de Portugal) – partilharam a sua experiência nesta escola e referiram como é estudar e crescer nas escolas do Grupo Ensinus.

Teresa Damásio, administradora do Grupo Ensinus, foi a primeira oradora do seminário “Educar para o futuro”.

Consciente da necessidade de mudança no atual ensino português, a administradora reforçou o importante papel que o Grupo Ensinus decidiu encabeçar, ao implantar, desde há dois anos, novas tipologias e métodos pedagógicos.

Satisfeita com o percurso que o Grupo Ensinus tem trilhado, Professora Dra. Teresa Damásio garantiu que o futuro das instituições de ensino que administra continuará a quebrar os paradigmas da docência tradicional, colocando em primeiro lugar os interesses dos alunos e a vontade de os motivar a estudar para alcançarem um futuro mais próspero.
Educação é o direito humano mais importante para nós” – afirmou – “pois, permite carreiras mais sólidas e sonhar com um futuro melhor”.

Relembrando a massa internacional de que é constituído o Grupo Ensinus, a administradora recordou que, embora já tenha sido encetado o caminho promissor para um futuro mais prospero, “há muito caminho para criar e caminhos para formar e o futuro começa hoje”, sublinhou.

Afirmando-se como um acérrimo defensor da inovação aplicada a métodos e técnicas de ensino, o Grupo Ensinus aplica práticas inovadoras nas várias instituições que administra, para além de Portugal, na Guiné Bissau, em Moçambique e em Cabo Verde.

Depois de ouvida a administradora do Grupo Ensinus foi a vez do Professor Xavier Aragay – diretor e mentor do Reimagine Education Lab – partilhar conhecimento sobre as “Tendências Mundiais na Educação”.

Referindo com frequência o exemplo do Grupo Ensinus, o Professor Xavier Aragay enumerou, explicando, algumas tendências para a transformação da docência mundial e nacional.

Com o avançar do tempo, o ensino e os métodos utilizados para o mesmo acabaram por estagnar, embora tudo em redor se tenha transformado.

Segundo o Professor Xavier Aragay, o processo de aprendizagem integral, o acompanhamento (em vez da avaliação quantitativa), a transformação do espaço físico e o aluno como principal protagonista (que aprende aplicando) são algumas das tendências mundiais que levam a um ensino mais moderno e com melhores resultados para alunos e professores.

Não é uma época de cambio, é um câmbio de época” referiu o Professor Xavier Aragay reforçando a necessidade de mudança no ensino.

Tempos de passar de uma ideia muito industrial para entender que a escola é mais como um jardim” – sugeriu – “[a escola] precisa de ser tratada de uma forma mais próxima e humana”.

A imagem de que os alunos são um grande jardim que precisa de ser regado foi sublinhada pelo diretor e mentor do Reimagine Education Lab: “cada planta tem um tempo como os alunos”, exemplificou.

Transformar a escola é um processo que leva tempo”, esclareceu o Professor Xavier Aragay – “normalmente, para fazer muitas das transformações de que falámos, o processo de mudança leva entre dois a quatro anos”.

Apesar disso, o mentor do Reimagine Education Lab é peremptório ao afirmar que o mais importante é começar e embora ainda sejam poucas as escolas a aplicar a referida mudança as conquistas vão acontecendo com o aumento do número de estabelecimentos envolvidos.

[Para implementar transformações] só é necessária muita convicção, muito sonho e muita vontade de avançar”, segundo Professor Xavier Aragay.

O processo de mudança na educação já começou e o professor acredita que nada o vai travar.

Podem traçar-se novos caminhos, pode ter uma evolução mais lenta mas vai chegar e não apenas à escola como também à universidade”, clarifica em declarações à Mais Educativa.

Depois de ouvido o Professor Xavier Aragay foi a vez de vários estudantes e professores partilharem com a assistência como é pensado e aplicado o ensino nas enumeras escolas do Grupo Ensinus e que projetos inovadores têm vindo a ser desenvolvidos.

As escolas do Grupo Ensinus são um exemplo de como nos devemos mover para a transformação”, afirmou o Professor Xavier Aragay, moderador da mesa redonda subordinada ao tema “Autonomia e Flexibilidade Curricular”, onde participaram os vários intervenientes provenientes das diferentes escolas do Grupo Ensinus.

Apostar em Quem Faz a Diferença”, foi um outro tema esmiuçado pela Dra. Catarina Esménio, assessora da administração para AFC e Corporate Training Grupo Ensinus.

Desta feita, foi reforçado o novo papel do professor que deve ser “um artista, jardineiro ou mentor”, assim os professores estarão mais motivados, tal como os alunos. Para além disso, Catarina Esménio também referiu as vantagens de pensar disciplinas em comum, em vez das definir e lecionar de um modo isolado.

O encontro terminou com as intervenções do Prof. Doutor Manuel de Almeida Damásio, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ensinus, e com a participação do Secretário de Estado da Educação Prof. Doutor João Costa, que encerrou o Seminário, parabenizando o Grupo Ensinus pelo papel que tem desempenhado em prol da Educação.

Vê a galeria de fotos:

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *