Visite-nos em

Novidades

Canal História revela as origens das lendas mais famosas da Europa

Sofia Rebanda

Publicado há

em

“Mitos e Monstros” é a série do canal História, a estrear no dia 26 de junho pelas 22h15, que revela as estranhas raízes dos contos familiares e os impulsos universais que residem por detrás dos mitos e monstros mais bizarros.

Narrada dramaticamente pelo apresentador Nicholas Day, e com a participação de historiadores, são reveladas as estórias e aventuras de heróis e vilões na mitologia.

O “Mitos e Monstros” leva o espectador numa viagem pela paisagem mítica da Europa, revelando as origens das lendas mais famosas que este continente produziu e explora a razão porque perduraram durante tanto tempo.

Ao longo de seis episódios, com emissão dupla em cada dia, haverá uma análise dos mitos com ligações temáticas, existentes por toda a Europa. Os estudiosos das melhores universidades britânicas explicam as estórias fascinantes e inesperadas por detrás destas lendas, que agarram a imaginação por séculos, e os significados que escondem.

Quatro mitos são compilados numa estória central, desenvolvida ao longo de cada episódio. Narrada dramaticamente pelo apresentador Nicholas Day, o mito ganha vida com uma animação fantástica, criada especialmente para esta série.

Em cada episódio, revelaremos as estranhas raízes dos contos familiares e os impulsos universais que residem por detrás dos mitos e monstros mais bizarros.

O primeiro episódio centra-se na controversa teoria da existência de uma estrutura comum em tais histórias que transcende influências culturais e históricas. Essa era a teoria do mitologista americano Joseph Campbell. O seu trabalho moldou o pensamento popular sobre os mitos e foi uma influência chave sobre ícones da cultura moderna, tais como a saga da “Guerra das Estrelas” e de “Harry Potter”. Este episódio explica passo a passo a “Viagem do Herói” de Campbell, mostrando como se aplica aos heróis ancestrais, como Ulisses, Rei Artur e Sigurd.

O episódio seguinte, por sua vez, mostra as estórias que se contam sobre territórios inexplorados e os monstros que se escondem nas suas profundezas, que podem dizer-nos muito sobre um povo. Os Gregos Antigos amantes da cidade viam-na como um reino do divino… e um lugar perigoso para os mortais. Os nórdicos eram marinheiros exímios, mas imaginavam os mares dominados por monstros aterradores. Os Celtas da Irlanda pré-Cristã contrastavam a agrura do quotidiano com o Outro Mundo, um paraíso aliciante que espreitava a medo no desconhecido…

O terceiro episódio aborda a guerra que tem sido uma constante na História da Humanidade. Todas as civilizações se debateram com as questões que a guerra suscita. Por conseguinte, não é surpresa que os mitos de guerra estejam entre os mais duradouros. Este episódio mostra como os Romanos justificavam a sua postura violenta através da sangrenta estória dos seus fundadores Rómulo e Remo. Exploraremos o papel das misteriosas Valquírias no mito nórdico e o que isso nos pode contar sobre os Vikings. Mostraremos que a guerra também pode transformar homens em mitos, revelando como Vlad, o Impalador adquiriu esta sua alcunha hedionda. E analisaremos como a grandiosa história épica da Grécia Antiga, narrada em “A Ilíada”, sobre como a história do cavalo de Troia continua a ter um impacto tão forte em todos nós… até mesmo nos dias de hoje.

No seguinte episódio, o amor apresenta-se como uma emoção universal e poderosa, mas também pode ser destrutiva. A luxúria pode destruir, a traição pode ferir… Logo, uma força tão frequentemente irracional pode levantar questões em qualquer sociedade. É contada a estória do  romance medieval de Tristão e Isolda, cujo amor ameaçou o destino do seu reino e explorado como o abandono de Dido pelo herói Aeneas abriu caminho para Roma, entre outras estórias.

No quinto episódio é mostrado detalhadamente o papel que os mitos e lendas desempenharam na fundação das leis da sociedade e os castigos de quem as violava. São explorados os devastadores acontecimentos históricos que se escondem por detrás da lenda.
Também investigaremos a longevidade do lendário rebelde Robin dos Bosques, analisaremos como estórias de magia e maldade levaram aos hediondos julgamentos de bruxas em Bamberg, na Alemanha, e exploraremos como a bizarra lenda urbana Vitoriana do Spring-Heeled Jack foi uma aterradora resposta às rápidas mudanças sociais na Grã-Bretanha do século XIX.

A morte é uma perspetiva assustadora e perturbadora para todos nós. Mitos e lendas ajudam a expressar e a explorar tais ansiedades. Mas dizem-nos mais do que o medo mortal em si, porque é nas histórias de morte de uma cultura que podemos ver o que valorizam na vida. O último episódio, conta tudo sobre o mito grego da Antígona, que desafiou as leis do próprio país para poder enterrar o irmão. Conheceremos o deus nórdico mais adorado e perfeito – Baldr – cujo destino continua a ser a morte. Analisaremos as apocalípticas narrativas de cheias que se encontram tantas vezes nos mitos e exploraremos o nosso duradouro fascínio pelos mortos-vivos, rastreando a história dos vampiros até às suas origens na Europa de Leste e questionando-se por que razão estas figuras tão sinistras continuam a exercer um fascínio tão grande sobre a nossa imaginação.

O canal História é o único canal de documentários com produção própria em Portugal, que procura despertar a curiosidade do espectador, levando-o à profundidade das histórias que definem o esforço humano.

Produzido por The History Channel Iberia, uma joint-venture entre a AMC International Southern Europe e a A+E Networks, o História é uma marca de prestígio internacional que está disponível em mais de 160 países e que chega a mais de 330 milhões de espectadores em todo o mundo.

 

 

[Foto: Divulgação]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *