Visite-nos em

Notícias

Dia Aberto da ECL leva visitantes numa viagem de três rotas

Sofia Rebanda

Publicado há

em

O dia aberto da Escola de Comércio de Lisboa organizou-se por três rotas: Liga-te ao Turismo, Liga-te às Tecnologias e Liga-te aos Negócios.

Para que os visitantes pudessem deslocar-se com facilidade e direcionar-se de imediato para a área de mais interesse, a ECL organizou o seu dia aberto através de rotas diferentes, divididas pelas três principais áreas de formação da escola – turismo, tecnologia e negócios. Cada sala, que compunha as rotas, era organizada pelos alunos que apresentavam os seus projetos e a oferta formativa da escola.

A rota Liga-te ao Turismo, incluía uma sala intitulada de “Experienciar Portugal”, onde alunos do curso de cozinha-pastelaria e os alunos do curso de restaurante-bar se dividiram em equipas pedagógicas e organizaram a atividade que dispunha várias bancas com comida característica, de diferentes regiões do país, de forma a mostrar a tradição portuguesa, através da diversidade gastronómica e cultural.

“A atividade acaba por ser também um elemento de avaliação. Serve para divulgar o curso, mas também, para mostrar o que de melhor são capazes de fazer”, explica Piedade Pereira, diretora geral da ECL. 

Ainda nesta rota, os visitantes tinham acesso ao espaço “Preparar e Servir”, onde os alunos mostravam de que forma preparavam algo para servir. Ao prosseguir a rota, encontrava-se a sala “Agenciar Portugal”, que recebia os visitantes para demonstrar a aposta na internacionalização, envolvendo-os em testemunhos de alunos que realizaram o programa Erasmus.

A escola disponibiliza 100 mobilidades de Erasmus. Os alunos do 10º ano têm a possibilidade de ir duas semanas para Paris ou Londres. Quanto aos alunos do 11º ano, podem ir 6 semanas para Barcelona, Paris, Cardiff ou Helsínquia. Após terminarem o terceiro ano, é possível realizarem este intercâmbio na duração de 6 meses.

A ECL começou a investir em parcerias estratégicas de Erasmus KA2, de forma, a oferecer competências ao nível do empreendedorismo e de intercâmbio com os vários parceiros.

Jessica Conceição é aluna da Escola de Comércio de Lisboa e escolheu passar duas semanas em Londres a partir do programa de Erasmus disponibilizado pela escola. Quanto a esta experiência, Jessica esclarece: “Fiquei muito mais próxima das pessoas da minha escola, mais próxima do meu curso. Ajudam-nos bastante a desenvolver a língua inglesa, a trabalhar mais em equipa, a ser mais flexível, a desenvolver as nossas ideias. Aprendemos a ser resilientes e a ultrapassar obstáculos mais facilmente.”

Na rota Liga-te às Tecnologias era possível encontrar uma LAN Party, os Tis Games e uma oficina de assistência informática.

Quanto à rota dos negócios, os visitantes poderiam comprar materiais com o logótipo da escola na ECL Store, visitar a sala de Fashion e Design – dinamizada pelos alunos de Vitrinismo, onde era possível personalizar a própria T-shirt – analisar as ações de venda e marketing dos alunos e os projetos dos jovens empreendedores. Estes projetos encontravam-se na sala onde foram, anteriormente, derrubadas paredes com a finalidade de juntar 3 turmas para aprenderem e trabalharem em conjunto. Esta sala possui portas de harmónio que fecham e separam as salas – para quando cada turma necessita de trabalhar isoladamente.

Ainda dentro desta rota, os alunos mostraram de que forma dinamizar o ponto de venda na ECL Food Store. Para finalizar esta rota era possível experimentar a atividade do Escape Room e perceber o processo de Picking até à Reposição, tudo explicado e demonstrado pelos alunos.

“Temos uma aposta pedagógica muito forte não queremos só formar profissionais competentes, queremos formar pessoas que possam transmitir valores à sociedade. Que estes jovens sejam boas pessoas e bons profissionais”, conta Piedade Pereira, “Trabalhamos muito as questões comportamentais, o trabalho colaborativo para perceberem a importância do outro e as mais valias de trabalhar com o outro.”

A Escola de Comércio de Lisboa completa este ano os seus 30 anos. Para os próximos anos, o pretendido por esta escola é continuar a consolidar todo o trabalho feito de inovação pedagógica.

“Nós nunca estamos satisfeitos com aquilo que podemos alcançar, estamos sempre numa melhoria contínua e penso que só assim faz sentido”, afirma a diretora da ECL, “trabalhar em educação terá sempre novas coisas para descobrir. Os jovens hoje em dia são muito mais digitais e a própria equipa formativa tem de trabalhar na digitalização das atividades e permitir aos alunos que levem para a sala de aula as competências que, muitas vezes, aprendem de forma autodidata”.

[supsystic-gallery id=1 position=center]

[Fotos: Mais Educativa]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Trending

PGlmcmFtZSB3aWR0aD0iMTAwJSIgaGVpZ2h0PSIxMDAlIiBzcmM9Imh0dHBzOi8vd3d3LnlvdXR1YmUuY29tL2VtYmVkL3ExY3hNUW90YnZRIiBmcmFtZWJvcmRlcj0iMCIgYWxsb3dmdWxsc2NyZWVuPjwvaWZyYW1lPg==