Visite-nos em

Novidades

Queres ser um pro gamer?

Publicado à

a

Adoras jogar e gostavas de estar ao nível dos gamers que vês no Twitch? Será que tens o que é preciso para seres o próximo craque dos videojogos? Pedimos aos jogadores profissionais de algumas das melhores equipas de eSports portuguesas para te darem as melhores dicas para chegares ao nível deles!

Os melhores gamers na primeira pessoa
Para te explicarmos como te podes tornar num pro gamer, não inventámos nem nos pusemos a adivinhar. Fomos simplesmente falar com quem sabe do assunto: Os gamers profissionais! Temos sete jogadores a dar-te as melhores dicas, que te apresentamos aqui.

Marcos “Xaky” Letras, jogador de League of Legends do For The Win eSports Club
Tornou-se jogador profissional por ser um “agarrado” ao LoL e por até ter algum jeito para a coisa. O Xaky adora jogar e consegue conciliar tudo através de uma boa gestão do tempo.

 

 

 


José “Runrun” Soares, jogador de FIFA do For The Win eSports Club
Sempre teve o sonho de ser gamer profissional, e agarrou a oportunidade quando ela surgiu.

 

 


Alexandre “K1ck Truklax” Nascimento, jogador de LoL, Capitão do K1ck eSports Club
É tricampeão nacional de LoL pelos K1ck. Começou a jogar desde cedo e percebeu que tinha talento para o League of Legends, acabando por entrar no mundo competitivo do jogo. Foi evoluindo nas equipas por onde passou até chegar aos K1ck, onde faz carreira em Portugal e no estrangeiro.

 

 


Tiago “K1ck Aziado” Rodrigues, jogador de LoL do K1ck eSports Club
É o campeão nacional em título, conquistando o troféu na última edição da LPLOL.
Adora jogar pela diversão e pela competição, passou imensas horas a ver streams de profissionais a jogar League of Legends até decidir arriscar a ser mais uma das pessoas que consegue viver de jogar videojogos.

 


João “Y Joni” Machado, jogador de LoL da Why eSports
Não se tornou um gamer profissional devido a uma grande vontade de o ser, porque o conceito de gamer ainda estava em construção. Mas depressa percebeu que a sua aptidão e as suas capacidades para o jogo estavam a crescer. O resto é história!

 

 


Rafael “Y Holz” Holzheimer, jogador de LoL da Why eSports
Jogou de forma casual durante muito tempo, antes de se tornar um gamer profissional. Sem que estivesse à espera, o gosto pelo jogo e o talento levaram-no a jogar competitivamente.

 

 

 

Pedro “PedroTim23” Timóteo, jogador de FIFA e PES
A sua paixão pelos videojogos começou em criança, quando os pais lhe ofereceram uma PlayStation. Continua a ser viciado e apaixonado por gaming, principalmente por FIFA. Tornou-se gamer profissional pelo YouTube e sente alegria e responsabilidade por poder fazer vídeos para os seus subscritores.

Jogar por diversão vs. Jogar a sério. O que muda?
Existem milhões de gamers por esse mundo fora, e são poucos os que o fazem de forma profissional. Mas se quiseres pertencer a esse pequeno grupo de jogadores, terás de mudar por completo a forma como abordas o gaming. No caso do Xaky, mudou “a mentalidade” e ele tornou-se “mais ambicioso” e passou a “querer ser o melhor e a não ficar indiferente com a derrota”. Para isso, diz ser fundamental o “trabalho árduo e diário”.
Quando joga a sério, o PedroTim23 diz que “aumenta os níveis de concentração e de pressão”, e o Y Joni acrescenta que um dos aspetos mais importantes é “ser autocrítico” e “saber ouvir as críticas dos outros”. E se jogas LoL, é essencial pensares muito bem no champion que vais escolher. O K1ck Aziado refere que, ao jogar a sério, precisa de ter “vários champions bem treinados, gostando ou não de jogar com eles”, e o Y Holz concorda que, ao jogar de forma competitiva, tem de ter “muito mais disciplina nas picks.

Como evoluir
Gostas de jogar mas queres começar a dar os primeiros passos para te tornares cada vez melhor? Nada como aprenderes com quem sabe! O Xaky recomenda-te a ver “streams de bons jogadores, a copiar alguns movimentos e rotinas e a rever jogos”, enquanto que o Y Holz diz que ele próprio vê “no YouTube VODS (video on-demand) de jogadores de topo mundial para aprender”.
Quando estiveres a jogar, foca-te em melhorar a cada jogo que fazes, e a aproveitar cada um deles para aprender qualquer coisa. Segundo o K1ck Truklax, o melhor que tens a fazer é “ignorar se alguém da própria equipa está a jogar mal, e focares-te nos teus próprios erros”.
Os jogadores de LoL com quem falámos abordaram concretamente o seu jogo de eleição. Para o Xaky é importante “jogares com champions que se adequem ao teu estilo de jogo”, enquanto que o K1ck Aziado aconselha-te a focares-te “apenas numa role e em três ou quatro champions”.
Já o craque de FIFA PedroTim23 recomenda que jogues muito “contra o CPU no modo mais difícil (Lendário)”, por ser “uma boa forma de nos adaptarmos ao jogo e à inteligência artificial do mesmo”.

Como “dar o salto”
Já jogas há algum tempo e queres fazer tudo para te tornares um pro gamer? Dizem os profissionais com quem falámos que não há nada como treinares e veres os melhores em ação. O Runrun diz que ser bom pede “tempo e paciência” para que possas melhorar, e que também ajuda “ver os melhores e tentar aplicar isso ao nosso jogo”. Mas acima de tudo, para este gamer o que conta é “gostar de jogar”. O Y Holz diz que precisas de “sacrifício e disciplina” e o Xaky assegura que o gaming profissional não é diferente de qualquer outro desporto: É necessário “treinar e treinar”. A juntar a isso é importante ter “o mindset correto”, refere.
De resto, do Y Joni defende que deves ir fazendo uma autoavaliação ao teu nível de jogo. “Quando achares que tens o que precisas para competir com os que vês e segues, fala com as organizações nas quais estejas interessado, adiciona ou tenta falar com os coaches/jogadores das equipas”, aconselha. Ou então faz como o K1ck Aziado, que optou por criar dezenas de equipas diferentes de LoL em academias de organizações portuguesas, e aos poucos foi melhorando o seu nível até chamar a atenção das principais equipas, e da K1ck.
E quanto às tuas possibilidades de crescimento, o PedroTim23 vê os eSports “a aumentar cada vez mais a sua notoriedade em Portugal, com equipas, clubes de futebol e várias outras organizações a apostar nos videojogos”. Lembra-te apenas que não há espaço para todos, e que por isso terás mesmo de ser bom no teu jogo!

Os skills para seres um gamer de topo
Ponto prévio: Cada jogo pede coisas diferentes, e em cada um deles vais desenvolver determinadas características. Mas em todos vais precisar de ser “mentalmente muito forte”, de acordo com o Runrun e o Y Joni. Quer isto dizer que se o jogo não estiver a correr-te de feição, terás de saber recompor-te no momento.
Depois, tens de ser capaz de aprender. Foste derrotado? Aprende com isso. Estás a ser criticado? Renuncia ao teu ego, como diz o Y Holz, sê humilde e retira algo positivo disso.
Outro dos skills essenciais passa por saberes montar uma estratégia de jogo e, como te explica o K1ck Aziado, “saber o que o adversário quer fazer e a partir daí criar um plano”. A estratégia é muito importante em jogos como League of Legends, já em first-person shooters como Counter-Strike importa acima de tudo a tua pontaria (aim).
Seres um teammate (colega de equipa) fiável e com boas relações com os outros jogadores também te vai ajudar a tornares-te cada vez mais importante no seio da tua equipa.
Ah, e convém não menosprezares um bom setup para o teu jogo, ou seja, conseguires montar em tua casa um bom ambiente sem grandes distrações, para que possas dar o teu máximo.

Jogar vários jogos ao mesmo tempo. É bom ou é mau?
Se és um verdadeiro amante de videojogos, é muito provável que tenhas vários e que te apeteça jogar títulos de vários estilos. Mas os gamers com quem falámos são unânimes na opinião que têm sobre isso: Se queres estar entre os melhores, só o conseguirás se te dedicares a fundo a um só jogo. O K1ck Truklax diz que se o teu objetivo “é tornares-te um gamer profissional, então deves investir todo o teu tempo no jogo que escolheste, e apenas de vez em quando jogar um jogo diferente para desanuviar. Tirando isso é uma perda de tempo”. Opinião idêntica tem o K1ck Aziado, que refere que um gamer deve jogar um jogo “cerca de 90 a 95 por cento do seu tempo”, deixando o pouco que resta “para jogar outros jogos e relaxar”.
Em contrapartida, aproveitar essas pausas para jogar outras coisas pode até ser benéfico, de acordo com o Y Holz, que acha que isso pode ajudar “a desanuviar as ideias”, e com o Xaky, que acha que faz bem “descontrair do jogo ‘sério’ e passar um tempo mais calmo com amigos”.

Quando jogas online levas uma “tareia”?
Quantas vezes já tentaste jogar um jogo online e acabaste a ser “sovado” por outros jogadores, certamente mais experientes do que tu? O Y Joni aconselha-te a não desmotivares porque isso é algo normal, visto que “há pessoas que jogam esse jogo todos os dias durante várias horas. Só praticando e levando mais ‘tareias’ dessas é que realmente irão aprender e evoluir”.
Se for um jogo de 1v1 – tipo FIFA – aproveita os primeiros minutos “para estudar o comportamento do adversário e perceber a sua forma de jogar”. É um conselho do PedroTim23.

Streaming. Como fazer?
Sentes que já não envergonhas ninguém com o teu jogo, e queres começar a partilhar os teus skills com o mundo? A melhor forma de o fazeres é começares a streamar! A principal plataforma do género é a Twitch, e encontras no YouTube vários tutoriais e guias para fazeres a melhor configuração possível. Podemos dizer-te que a boa qualidade de vídeo e de áudio são fundamentais para criares uma boa primeira impressão no teu público e para o cativares.
Depois, o Xaky é da opinião que “as duas coisas mais importantes para dares os primeiros passos são um horário fixo e uma boa interação com o público. E claro, seres um bom jogador também ajuda bastante!”
A partir daí, deves tentar “interagir bastante com o pessoal no chat, para que os teus viewers se sintam parte da stream”, de acordo com o Runrun. Usa também “as redes sociais e tenta responder ao maior número de seguidores que conseguires”, conclui o K1ck Truxlax.

Aumentar as views e interagir com os seguidores
Agora que tens um canal e streamas os teus gameplays, queres ser visto pelo maior número possível de pessoas, certo? Há algumas dicas que podes seguir para te aproximares desse objetivo, e talvez a mais importante seja manteres-te próximo dos teus seguidores. Alimenta a relação com eles “via chat, porque eles gostam dessa interação e quanto mais carisma e boa disposição tiveres, melhor”, aponta o Xaky. Partilha também os teus streams nas redes sociais o máximo que conseguires, “mesmo que os viewers pareçam poucos, porque há fases boas e más, e não desistir é fundamental”, sustenta este gamer.
Outra dos passos fundamentais é habituares o teu público a horários certos nos teus streams, e fazê-lo durante várias horas. O Runrun sugere que faças “algumas giveaways”, e o K1ck Aziado pede-te para seres “engraçado, porque toda a gente adora rir”, sem nunca esqueceres que os teus seguidores “têm de estar sempre à frente de tudo, e merecem respeito, atenção e que valorizes a opinião deles na criação de conteúdo”, lembra o PedroTim23.
Acima de tudo, o mais importante é colocares sempre a tua personalidade nos teus vídeos e divertires-te a fazê-los! Se isso acontecer, certamente que vão existir pessoas a identificar-se contigo e a gostar dos teus vídeos.

[Reportagem: Tiago Belim]
[Fotos: cedidas pelos entrevistados]

Continue Reading
Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Tendencias