Connect with us

Novidades

Os alunos com mediadores chumbam menos

Publicado há

em

O programa Mediadores para o sucesso escolar existe desde 2007 para ajudar os jovens a desenvolver uma metodologia que facilite o conhecimento. Um estudo hoje apresentado defende que esta medida diminuiu em 14% a probabilidade de chumbo de alunos em risco.

É hoje apresentado na Escola Secundária Seomara da Costa Primo, na Amadora, um estudo sobre o impacto dos Mediadores para o sucesso escolar. Envolveu 3 mil alunos de 55 escolas do 3º ciclo do ensino básico, nos distritos de Lisboa e Setúbal e nos Açores, e sustenta que existe uma redução na percentagem de alunos chumbados.

A metodologia de intervenção de que falamos é realizada no âmbito de um projeto da EPIS (Empresários pela Inclusão Social), e diminuiu em 14% a probabilidade de chumbo de alunos em risco, de acordo com um estudo hoje divulgado. O trabalho foi realizado pelo investigador Pedro Martins, da Queen Mary University of London, e analisou o impacto do programa nos anos letivos de 2014/2015 e 2015/2016.

Foram comparados o desempenho escolar de 2.311 alunos selecionados para participação ativa no programa e 648 selecionados para o grupo de controlo, com os alunos acompanhados pelo programa da EPIS a apresentarem um desempenho escolar significativamente superior. A diferença na taxa de aprovações em ambos os anos letivos foi de 6,2 pontos percentuais, o que corresponde a um aumento de 14% na probabilidade de não-retenção.

O estudo faz também uma análise custo-benefício, referindo que o programa se traduz na redução da despesa pública inerente às retenções – uma poupança potencial de 400 mil euros, considerando um custo de 5 mil euros por aluno por ano, em 80 alunos, no espaço de dois anos.

O programa Mediadores para o sucesso escolar procura, desde 2007, ajudar os jovens a estruturar uma metodologia que facilite o conhecimento, melhorando a sua autoestima, a sua motivação, a sua perseverança, a sua organização e o bom relacionamento em contexto escolar. Já acompanhou mais de 21 mil alunos em cerca de 40 concelhos, e é da responsabilidade da EPIS – Empresários pela Inclusão Social, atualmente o maior parceiro privado do Ministério da Educação e do Governo Regional dos Açores no combate ao insucesso e abandono escolar.

Para o diretor-geral da EPIS, Diogo Simões Pereira, o estudo hoje apresentado mostra que o programa em curso melhora a vida destes jovens e reduz o insucesso.

[Fonte: Agência Lusa]

Publicidade
Clica para comentar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Publicidade

Artigos recentes

Publicidade

Noticias

Publicidade