Connect with us

Novidades

Sabias que Portugal é dos países com menos estudantes no estrangeiro?

Publicado há

em

Viver noutro país não é fácil, e a prova disso é que apenas 5 mil portugueses fizeram um programa de intercâmbio em 2015. Mas há uma empresa que quer mudar isso…

Segundo o estudo recente da StudentMarketing, em 2015 aproximadamente 1,4 milhões de estudantes de todo o mundo fizeram programas educativos internacionais, tendo como destino 8 países principais – Reino Unido, EUA, Canada, Austrália, Nova Zelândia, Malta, África do Sul e Irlanda. Mas Portugal é dos países em todo o mundo com menos tradição e menor número de estudantes no estrangeiro.

“Estima-se que apenas cerca de 5 mil portugueses tenham feito um intercâmbio em 2015”, afirma Paulo Martins, diretor da VidaEdu, acrescentando que “o Reino Unido continua a ser o destino mais popular para os estudantes portugueses fazerem um programa educativo no estrangeiro. Ainda assim, dos mais de 535 mil estudantes que foram para o Reino Unido, estima-se que sejam menos de 4 mil sejam portugueses, o que representa cerca de apenas 6% dos programas educativos feitos pelos italianos e cerca de 10% pelos estudantes espanhóis”.

A pensar nisso, a VidaEdu volta a lançar novas opções de Programas Educativos no Estrangeiro, a maioria deles incluindo remuneração. Exemplo disso são:
– Os Estágios de Experiência Profissional Remunerada na Holanda, Alemanha e Argentina, que incluem alojamento, alimentação e remuneração;
– Os Estágios Profissionais, nos quais a VidaEdu consegue garantir a estudantes e recém-licenciados ajudas de custo que variam entre os 300 e os 600 euros, em cidades como Londres, Dublin, Paris ou Sidney. No total, são mais de 3500 as oportunidades em todo o mundo disponibilizadas aos jovens portugueses em todo o mundo.

A vantagem destes estágios é possibilitar aos jovens o aumento da sua qualificação profissional e diferenciar o CV, tornando-os mais competitivos no mercado de trabalho. Para além disso, de entre as diversas mais valias, como praticar a língua do país de destino, a grande vantagem deste Programa é, sem dúvida, os participantes viajarem com tudo confirmado e terem apoio e acompanhamento no destino escolhido.

É importante não esquecer os jovens que, por algum motivo adiaram a entrada na Universidade, sendo estes programas uma ótima solução para os cerca de “20 mil jovens que não prosseguem os estudos e que vão para o mercado de trabalho” segundo o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

Para apresentar este Programa, vão realizar-se duas sessões, em Lisboa e no Porto. A participação é gratuita:
Lisboa, dia 17 setembro – Hotel Ibis Centro Saldanha (Metro Saldanha) às 10h30 e às 15 horas
Porto, dia 20 setembro – Hotel Vila Galé Porto (Metro de agosto) às 15 horas

[Foto: VidaEdu]

Publicidade
Clica para comentar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Publicidade

Artigos recentes

Publicidade

Noticias

Publicidade