Connect with us

Guia de Acesso ao Ensino Superior 2016

Como encontrar o melhor quarto?

Publicado há

em

Ires para a universidade pode significar saíres de casa e ires viver sozinh@ ou com outras pessoas. Qualquer que seja o teu contexto, tens de estar preparad@ para escolher o melhor quarto ou casa possível, para evitares surpresas desagradáveis…

Afinal, o que precisas de ter em conta quando queres encontrar um quarto ou uma casa? Se nunca arrendaste um espaço, esta pode ser uma pergunta de difícil resposta e um grande desafio. Quando te aventuras numa nova cidade e num novo espaço, tens de ter alguns cuidados para que possas usufruir da melhor forma da tua vida académica.

Uc alojamento 2 (creditos- SASUC)
Como posso procurar e avaliar um espaço?

Vês casas e mais casas, quartos que nunca mais acabam, mas a verdade é que não fazes ideia de como os analisar e avaliar? Se nunca alugaste um espaço, é bastante normal que também no arrendamento te sintas um caloiro.

E é para te ajudar neste sentido que foi criado o Portal UC Alojamento/UC Accommodation, uma plataforma gerida pelos Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra, que pretende tornar mais fácil a procura de alojamento por parte dos estudantes de Coimbra. Nas palavras da Administradora dos Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra, Regina Dias Bento, antes de se iniciar a busca por um alojamento “não há nada como saber o que se quer”. Se souberes exatamente o que queres e como queres, a tua escolha está logo à partida facilitada.

De acordo com Regina Bento, “a questão da localização é fundamental”, assim como “definir os requisitos pessoais de espaço, como a área de estudo, área de descanso, área de arrumação” e perceber, em alguns casos, como funciona a utilização de espaços comuns. No que à localização diz respeito, a UC/Alojamento dá-te uma ajuda ao disponibilizar através da consulta dos mapas do portal informações sobre a “localização das faculdades e dos alojamentos disponíveis”.
No final, e depois de teres uma ideia definida do que queres, basta “cruzares os requisitos com os alojamentos disponíveis e com o preço que é possível suportares”.
O objetivo deste portal é esse mesmo: “facilitar-te o acesso a informação relativa à oferta de alojamento na cidade de Coimbra”, bem como nas “14 residências universitárias da UC”.

E esta não é a única plataforma que te pode ajudar na procura de uma casa ou de um quarto, e na sua avaliação. A Uniplaces é a maior plataforma online especialista em arrendamento universitário, e conta com mais de 10 mil quartos disponíveis para reserva, sendo que podes procurar um quarto de acordo com a universidade ou bairro.
E para te ajudar na avaliação e análise do espaço, a Uniplaces, bem como outras plataformas, disponibiliza “anúncios o mais realistas possível”, nas palavras de André Rodrigues Pereira, responsável de operações da Uniplaces em Portugal.

No entanto, a tua avaliação deve ter em conta outros aspetos, como “os meios de transporte disponíveis” ou ainda, caso optes por um quarto numa casa partilhada, “como são geridas as partes comuns da casa, quem são os colegas e quais as regras da casa”. Quem o diz é Paula Barros, gerente da Flat in Porto, um serviço que “dispõe de apartamentos mobilados e equipados que proporcionam aos estudantes uma estadia de conforto na cidade do Porto”, não só no centro da cidade, como também nas proximidades “das principais universidades/faculdades do Porto”.

E com Paula, concorda a equipa da The Housing Concept, que oferece aos estudantes alojamentos mobilados e equipados no conceito de arrendamento assistido, quer sejam quartos individuais com partilha de zonas comuns, estúdios ou apartamentos, “estrategicamente localizados em Lisboa, quer em termos de proximidade com as universidades, como em termos de transportes e comércio”. Para a equipa da The Housing Concept, além da questão da localização, a tua avaliação deve passar também pela análise das “condições do alojamento, tais como mobília, equipamentos e o recheio em geral”. As condições oferecidas também merecem a tua especial atenção, na medida de perceberes “se existe contrato, se é passado recibo de renda, se existe algum seguro, qual a frequência das limpezas e o que inclui, quem faz a assistência técnica e o que inclui, etc.”.

APISI
Nunca arrendei… O que devo ter em atenção?

Se nunca arrendaste um quarto ou uma casa, deves ter especial atenção a alguns aspetos que podem tornar-se bastante significativos ao longo da tua estadia. De acordo com a equipa da The Housing Concept, a “localização e segurança da zona, os transportes, o acesso ao comércio e a serviços” são alguns deles.
Paula Barros, da Flat in Porto, relembra-te ainda a importância de teres em conta “as despesas associadas ao arrendamento, nomeadamente os custos da eletricidade e água, que podem sair caros no inverno”.
Já a UC/Alojamento sugere-te que tenhas a experiência na primeira pessoa, para perceberes o que queres e o que preferes, com a Universidade de Verão a decorrer de 17 a 22 de junho. Esta iniciativa vai permitir-te não só conhecer a oferta formativa da Universidade de Coimbra, mas também viver durante uma semana numa residência universitária e experimentar o dia a dia e as noites académicas.


Como sei se o preço pedido é justo?

Esta é, para muitos estudantes e respetivos pais, uma grande preocupação. Como podes, afinal, saber se o preço que te pedem por um quarto ou casa é justo ou não?
Para Paula Barros, a solução passa por “comparar a oferta em plataformas online e nas universidades, e ir falando com colegas”.
E com Paula Barros concorda Regina Bento, acrescentando que “todas as alternativas têm vantagens e desvantagens”.
O melhor que tens a fazer é, de acordo com a equipa da The Housing Concept, “uma análise de mercado nos vários websites/plataformas que ofereçam alojamentos e comparar as condições oferecidas e não apenas o valor de renda, dado que existem inúmeros custos marginais tais como eletricidade, água, gás, internet, limpezas, seguros, assistência técnica e outros que podem representar um valor elevado e não estar incluído no preço da renda”.
A equipa aconselha-te ainda a “perguntar especificamente como é feito o pagamentos dos consumos de eletricidade, gás e água, e esclarecer se é feito um contrato oficial e passado o recibo, ou se se trata de um arrendamento não oficial”. Os estudantes que optam por arrendamentos não oficiais e sem contrato “devem estar cientes de que vão pagar menos de renda, mas que vão igualmente ter muito menos segurança e garantias”.

A Uniplaces, para te facilitar todo este processo, dá-te uma “recomendação do que são os preços médios por quarto/casa numa determinada zona”, ainda que “os preços das casas sejam definidos pelos proprietários”. O facto de poderes comparar as ofertas que existem numa mesma zona dentro da mesma plataforma “permite-te saber qual o preço médio por quarto/casa naquela região, resolvendo assim o problema de assimetria de informação que existia neste mercado”, acrescenta André Rodrigues Pereira.


Dicas para evitar surpresas!

E como não queremos que tenhas surpresas desagradáveis, seja durante o processo de procura ou já na estadia, deixamos-te algumas dicas, reunidas com a ajuda destes 4 serviços de procura de alojamento:
– Agenda uma visita prévia antes de contratares o alojamento;
– Certifica-te de que tudo o que é acordado fica estruturado num documento com valor legal (contrato);
– Certifica-te do que está incluído no preço a pagar e o que não está;
– Presta atenção às condições do quarto/casa, pois o estado de conservação, o isolamento térmico e acústico são determinantes para a tua qualidade de vida;
– Quando o primeiro contacto é feito online, pede o máximo de informações possível, quanto à localização, transportes, comércio, bem como fotografias do alojamento;
– Se optares por uma residência, informa-te sobre os espaços comuns e também sobre os serviços disponibilizados.


Como sei se os meus futuros roomies são compatíveis comigo?

Queres partilhar um espaço, mas tens receio de que os teus colegas de quarto ou casa não sejam compatíveis contigo? A melhor forma de contornares esta situação é, segundo a equipa da The Housing Concept, “obteres informações sobre os teus futuros companheiros de casa, tanto dos que já lá moram como dos que já fizeram reserva para o próximo ano letivo, confirmando por exemplo se é apenas feito o arrendamento a estudantes e não profissionais”. Deves também procurar saber “as normas impostas que garantam a partilha de tarefas e o bom ambiente entre os residentes” e analisar como os senhorios garantem o cumprimentos das mesmas.

Mas nem tudo é assim tão linear e, por isso mesmo, Regina Bento aconselha-te a “exercitares o teu poder de tolerância: vive e deixa viver”. A verdade é que “o nosso poder de adaptação a novas realidades é surpreendente, e aquilo que pensamos detestar, por vezes altera-se quando os nossos receios e desconfianças são postos de parte”.

No entanto, e acima de tudo, deves “saber respeitar o outro e o espaço de cada um e estabelecer e respeitar as regras de convivência”, acrescenta Paula Barros.

Com a Uniplaces, podes entrar em contacto com a equipa de suporte ao estudante e “apresentar todas as perguntas que tenhas em relação aos teus futuros colegas de quarto, desde que naturalmente não sejam referentes a informação privada”, segundo o que nos explicou André Rodrigues Pereira.

Nas palavras de Regina Bento, “o pior que pode acontecer é mudares de casa. Mas o melhor e o mais provável é que faças amigos para o resto da vida”.

[Reportagem: Beatriz Cassona]

[Fotos: cedidas pelos entrevistados]

[Este texto é parte integrante do Guia de Acesso ao Ensino Superior 2016/17 da Mais Educativa, disponível para consulta aqui.]

Publicidade
Clica para comentar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *