Connect with us

Ciência & Tecnologia

Não à pirataria? Baixem os preços!

Publicado há

em

É esta a resposta dos jovens europeus, num inquérito realizado sobre as razões de piratear conteúdos.

O preço dos conteúdos é alegadamente uma das razões que levam os jovens europeus a consumir conteúdos piratas. De acordo com um estudo realizado pelo Gabinete Europeu de Propriedade Intelectual da União Europeia, 6 em cada 10 jovens garantem que, se os preços fossem mais baixos, não recorreria à pirataria ouve música, vê filmes ou joga online.

Também neste estudo, 12% dos jovens admitem ter comprado produtos falsificados no último ano, ainda que metade dos inquiridos afirme não recorrer a este tipo de artigos, por desconfiar dos sites que os vendem, e 20% têm medo de fornecer dados pessoais que possam vir a ser utilizados mais tarde para outros fins.

Quem compra produtos falsificados diz que o faz também por causa do preço, para comprar sobretudo roupa, calçado ou acessórios.
Este trabalho revela ainda que 25% dos jovens europeus recorreu a conteúdos ilegais nos últimos 12 meses. Os conteúdos mais pirateados foram séries, filmes, música e jogos.

O estudo do Gabinete Europeu de Propriedade Intelectual da União Europeia baseou-se em entrevistas a jovens entre os 15 e os 24 anos de idade, residentes nos 28 Estados-membros.

Publicidade
Clica para comentar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado.

Publicidade

Publicidade

Artigos recentes

Publicidade

Noticias

Publicidade